fbpx

Gesso e instalações elétricas

O gesso é um material presente em quase toda obra de construção civil. É indispensável para o acabamento de tetos e revestimento de forros, podendo ser empregado também como parede. Portanto, o gesso é muito versátil, não se limitando apenas a servir como acabamentos ou detalhes decorativos.

O forro de gesso é uma das opções de cobertura mais utilizadas em projetos arquitetônicos e de decoração, para rebaixar teto, disfarçar vigas, imperfeições, e embutir iluminação especial. Além disso, promove efeito estético permitindo a criação de formas e desenhos; o material ainda possibilita a passagem de tubulações de água, eletricidade e ar condicionado.

Forro de Gesso

A produção do gesso tem início com a extração da gipsita, um mineral, que em seguida passa por um processo de trituração. E, depois é aquecido a altas temperaturas, num processo chamado calcinação. O material sofre uma desidratação parcial e com a evaporação da água é obtido o gesso. Existem diversas empresas e profissionais especializados na manipulação e execução de acabamentos e divisórias de gesso.

Placa de Gesso

A mão-de-obra qualificada é que garante a segurança da instalação e a qualidade do serviço. O forro de gesso é dividido em dois tipos: forro em placa e drywall (acartonado).

Forro de gesso acartonado é um tipo de acabamento que utiliza placas de gesso e perfis metálicos. Apresenta vantagens como rapidez na execução, leveza do material, facilidade de uso e qualidade do acabamento final. Geralmente, é utilizado em ambientes onde se deseja um acabamento final mais moderno e sofisticado sendo muito empregado em banheiros, cozinhas, salas, etc.

Gesso acartonado

 

O que é instalação elétrica?

A instalação elétrica é um conjunto de equipamentos que torna possível a instalação de energia em um projeto, o corpo da instalação é constituído por fios, cabos e outros acessórios que juntos formam uma ponte entre a fonte geradora de energia e as cargas elétricas.

As instalações elétricas podem ser residenciais/prediais, industriais ou comerciais, sendo as industriais as mais complexas e as residenciais e comerciais as mais básicas.

Como se dividem as instalações elétricas 

Todo sistema é composto por partes e elementos diversificados e, nesse caso, não seria diferente. Confira como é composta uma instalação elétrica e seus elementos principais:

  • Instalação elétrica e infraestrutura: Essa seção corresponde a todos os materiais importantes para uma boa instalação elétrica, são: as caixas de medidores, bandejas elétricas, leitos elétricos, eletrocalhas, suportes, fixadores para cabos e outros acessórios do segmento em geral; Instalação elétrica e infraestrutura
  • Medição e proteção: essa parte é super relevante, diz respeito aos medidores, fusíveis e disjuntores. Essas ferramentas monitoram e protegem as instalações elétricas e, por isso, precisam estar em pleno funcionamento; Quadro de distribuição
  • Acessórios de cabeamento: os fios e cabos são responsáveis por conduzir e conectar a fonte às cargas elétricas, como os equipamentos elétricos e eletrônicos que você possui (carregadores de celular, por exemplo);

Acessórios de cabeamento

  • Controle: aqui cabem os interruptores ou demais itens que servem como acionamento e desacionamento de cargas.

Tomada e interruptor

O que é um projeto elétrico?

Projeto elétrico é um conjunto de diagramas e outros artifícios de planejamento que orientam a montagem de uma instalação elétrica para que o resultado seja seguro e de boa qualidade. O processo é orientado por normas técnicas e de segurança e é feito considerando as necessidades do cliente e do ambiente – esses são os detalhes técnicos que o engenheiro projetista ficará encarregado de lidar. De maneira resumida, o projeto elétrico é a definição clara e segura dos pontos de uso e controle de eletricidade – tomadas, iluminação e interruptores – e a capacidade de carga que pode ser instalada, ou usada na edificação, bem como a lista dos materiais necessários na instalação.

Qual a sua importância?
Segurança

A segurança que ele proporciona é essencial. De acordo com a norma NBR5410, “as condições a que devem satisfazer as instalações elétricas de baixa tensão, a fim de garantir a segurança de pessoas e animais, o funcionamento adequado da instalação e a conservação dos bens.” Ou seja, para que sua edificação esteja regulamentada pela norma, um projeto elétrico é exigido.

Conforto

Um bom projeto gera conforto aos usuários da casa ou edifício ao se definir da melhor forma a quantidade e posição de tomadas, pontos de iluminação, interruptores e ares-condicionados.

Lista de materiais

Um dos documentos que fazem parte do projeto elétrico é a lista de materiais necessários na instalação elétrica, evitando gastos desnecessários, desperdícios e contra-tempos na obra.

Possibilidade de novas instalações e reformas

Ter acesso ao projeto elétrico da sua residência ou edificação garante que futuras adequações, reformas ou instalação de novos eletrodomésticos como ares-condicionados, sejam realizadas tranquilamente e com segurança. Afinal, quem quer correr o risco de instalar um novo ar-condicionado super potente para enfrentar o verão e descobrir que sua casa não suporta seu funcionamento?

Em vista de todas essas informações fica claro a importância e relevância do projeto elétrico. Quando for construir ou reformar, não hesite em procurar um profissional bom e de confiança para projetar a instalação elétrica da sua construção. Lembre-se: não é um gasto, mas sim uma necessidade!

* Texto produzido pelo engenheiro civil Alexandre Schmitz.

Gostou deste artigo?

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on whatsapp
Compartilhe no Whatsapp
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest

Deixe um comentário