fbpx

Serviços preliminares, terraplanagem e fundações

Você já se perguntou por onde iniciamos a execução de uma obra?

De maneira geral, iniciamos a obra com o que chamamos de serviços preliminares, que antecedem a etapa de execução propriamente dita, onde temos, por exemplo, a etapa de sondagem, que consiste em analisar o solo e suas camadas, confirmando a possibilidade de executar nossas fundações de maneira segura.

Posteriormente, inicia-se a terraplanagem, etapa de realocação do solo, deixando o terreno conforme exigido no projeto. Além disso, na terraplanagem, são abertas as valas para que sejam iniciadas as fundações.


A fundação de uma edificação é o seu alicerce, assim, é uma etapa construtiva que demanda bastante cuidado.
Existem dois tipos de fundações: rasas (diretas) ou profundas (indiretas), a escolha da utilização de um ou outro tipo é dado por projeto e depende, principalmente, do tipo do solo encontrado no terreno.

As fundações rasas são as mais conhecidas em nossa região devido ao fato de esse tipo de fundação ser ideal para o perfil de
terreno rochoso que temos, em especial, na serra gaúcha. Podem ser elas sapatas (mais comuns em prédios) ou radier (mais comuns em residências). Já as fundações profundas, como o próprio nome já diz, são ideias para terrenos onde a rocha está a muitos metros de profundidade em relação à superfície, como por exemplo, o litoral. Elas podem ser estacas ou tubulões e são
encontradas em casas litorâneas, pontes e píeres.

Cuidados com a escolha correta da fundação evita problemas estruturais graves em uma construção; os prédios tortos em Santos e da Torre de Pisa, na Itália, são casos interessantes de problemas de fundação, sabia?

Texto produzido pela engenheira civil Natália Martinello.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Compartilhe no Facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhe no Whatsapp
Compartilhar no linkedin
Compartilhe no Linkdin
Compartilhar no pinterest
Compartilhe no Pinterest

Deixe um comentário